3 dicas para ser um Freela mais produtivo

3 dicas para ser um Freela mais produtivo
22 de novembro de 2016 Willian Baldan

Produtividade, a inimiga da geração Y

Se você já é dono do seu tempo e único responsável por seus projetos, deve enfrentar problemas de foco, concentração e questões até mais graves como falta de “tempo livre”.

Na era da informação, nós temos tudo, exceto tempo para fazer coisas diferentes, como estar com a família e participar tranquilamente dos tradicionais almoços de domingo.

Por isso, sempre encontramos motivos para justificar longas jornadas de trabalho, nos sentindo vitoriosos e que somos muito trabalhadores. Principalmente quando viramos uma noite inteira trabalhando, ignoramos um feriado nacional, ou se passamos meses longe de amigos e familiares. E enchemos a boca pra falar que estamos há 5 anos sem tirar férias.

Isso é quase que uma tentativa desesperada de se mostrar importante, parecer trabalhador e ser respeitado, se tornando parecido ou melhor que o outro. A tal da aceitação social.

É claro que não fazemos isso conscientes, mas existe o medo de parecer vagabundo porque trabalha 5 dias por semana, tira férias e não vira noites em claro. Isso pode dar margem para apontarem o dedo para você porque ainda não tem um carro bom e não se livrou do aluguel. É assim que o mundo gira, e nós somos induzimos a dançar essa música sem questionar. Afinal, é assim que os “vitoriosos” fazem.

Nesse artigo eu não vou trazer a você as 13 estratégias infalíveis que tornarão seu dia mais produtivo, porque eu acredito que as pessoas reagem de forma diferente a soluções parecidas. O que deu certo pra mim nem sempre vai dar certo pra você.

 

Eu não vou trazer soluções, mas ideias que podem tornar sua rotina mais divertida e produtiva

Eu não tenho regras para meus dias, não falo que isso é bom, mas eu escolhi fazer desse jeito porque não funciono bem com repetições ou com qualquer coisa que limite minha liberdade.

TA CURTINDO? DÁ PRA FICAR MELHOR

Temos alguns artigos e vídeos gravados exclusivamente para os Criativos Vip's. É de graça, só custa o seu e-mail.

Se eu dissesse que está tudo perfeito assim, estaria mentindo. Eu falho em prazos e tenho muitos defeitos a respeito do assunto, mas adotei algumas atividades que tornam meus dias mais interessantes.

Acho imprescindível aproveitar as noites, viajar fora de temporada, não precisar, nem viver todos os dias iguais.

Alguns me dizem para trabalhar com metas, aprender a se auto-liderar, usar ferramentas e aplicativos de produtividade, estudar biohacking e hackear meu corpo em prol da produtividade, enfim… Mas eu ignoro tudo isso.

Pra mim funciona adaptar a demanda de trabalho ao meu estilo de vida e a resistência do meu corpo e mente. E é sobre isso que vamos falar. Vamos lá.

 

Como ser um freelancer mais produtivo?

“Todo” freelancer tem esse problema, falta de produtividade parece ser o mal do século.

Há poucos anos, o único cara que falava sobre o assunto era o Cristian Barbosa. 4 anos depois, temos dezenas de gurus tratando a produtividade de formas, métodos e “rituais” diferentes. As pessoas estão desesperadas, pagam para aprender os métodos deles, metem a cara e estudam pra valer, mas pouco se ouve sobre resultados expressivos.

O fato é que as pessoas são diferentes: elas reagem de maneira totalmente contraditória a cada “sacada de produtividade”.

E você, Freelancer, provavelmente também é vítima desse mal, e perde dinheiro, tempo, auto-estima e, principalmente, saúde. Mas sabe porque você tem consciência desse problema e aceita? Porque acredita que não há solução, e que esse é o preço a se pagar.

Uma vez ouvi uma frase:

Se você não tem tempo de cuidar da saúde, vai ter que arrumar tempo para cuidar da doença – Layr Ribeiro.

E outra:

As pessoas gastam muita saúde para juntar dinheiro, depois gastam muito dinheiro tentando recuperar a saúde. E vivem como se nunca fossem morrer… e morrem como se nunca tivessem vivido – Jim Brown.

Eu quero nesse artigo te deixar presente para esse problema e para a solução não milagrosa de como sair desse ciclo.

Então bora sair da inércia!

 

Dica 1 – Trabalhe com metas e recompensas

Estipule horários realistas para realizar os teus trampos e seja rígido com isso. Conseguiu? Vai relaxar. Se você tinha como meta terminar um job até às cinco da tarde, ou – por imprevistos – conseguiu finalizar com um atraso bem pequeno, vai aproveitar, cara!

Desfrute o momento merecido de descanso que você conquistou. Depois que finalizou as tarefas, vai dar um rolê, andar de bike, bater uma pelada com a galera, jogar um game …. Enfim, vai fazer qualquer outra coisa.

Beleza, daí você me pergunta: “Por que, Willian? ” Se eu não estou cansado, não posso continuar adiantando as coisas de amanhã?

Entenda que você precisa treinar o seu cérebro a bater as metas. Ele precisa entender que vale a pena se concentrar, produzir e aproveitar a recompensa. Isso vai te fazer bem, e a nossa mente quer que façamos mais daquilo que nos traz boas emoções.

Ele vai pensar assim:

“Nossa! Deixei de me distrair e de ficar relaxado, mas super valeu a pena. Compensa!”.

Daí quando o bicho estiver pegando na produtividade e o teu dedo estiver coçando para entrar no navegador em busca de distrações na internet, a tua própria mente vai te interceptar:

“Cara, sai das distrações. Foca no objetivo. Vamos concluir a tarefa que a recompensa é boa”.

Já o contrário também funciona, de um jeito muito prejudicial. Quando você não atinge a sua meta de trabalho, sua mente se acostuma a ficar dispersa, a se comportar muito mal e vai repetir o ciclo da distração:

“Eu tenho uma meta pra cumprir, mas não vou conseguir porque nunca consigo mesmo. Então vou ficar aqui de boa, a hora que der eu termino”.

A gente talvez não perceba, mas é isso que acontece.

No final das contas, o importante é a compreensão que a tua mente aprende de verdade com a tua rotina e teus hábitos. E apenas com a mudança de comportamento é possível que você a reprograme.

O André do BrainPower pode te ajudar com mais informações sobre reprogramação cerebral.

Pra finalizar a primeira dica, o que eu quero que você entenda é que o teu cérebro aprende também com o teu comportamento. Se você trabalha com metas, recompensas e as cumpre, tudo deve rolar com muita fluidez.

Essa foi então a primeira dica: coloque metas, recompensas e treine o seu cérebro a ser obcecado por realizá-las.

 

Dica 2 – Se prepare antes de começar a trabalhar

Quer iniciar seu dia com o pé esquerdo? Levanta e senta na frente do computador do jeitinho que está. Só escova os dentes…

Se você não dá uma caminhada, não toma um café dahora, deixa de tomar um banho, trocar de roupa e dar aquele tapa no cabelo, tu vai sentar a bunda na frente do pc sem nem mesmo saber o que vai resolver primeiro.

É nessa hora que você abre a caixa de entrada de e-mails, abre o Whatsapp e o Facebook, começa a navegar aleatoriamente sobre tudo o que te parece interessante, olha os comentários que te marcaram, curte páginas, lê artigos, entra em debates, e quando menos perceber, o estômago está roncando, implorando por um almoço.

Daí você se assusta com a hora e pensa: caralho, vou almoçar e correr resolver as pendências. 

Nesse momento você já destruiu seu dia: vai almoçar a milhão e ficar cansado, precisando de um timing para digerir e voltar ao trabalho. Vai dar aquela cochilada boa, e quando percebeu já são 15h, e você não produziu nada.

A tendência é que você procrastine o tempo todo que tinha para realizar o trampo – e aquele que você não tinha, também.

Isso não acontecia quando você trabalhava fora, lembra?

Tinha que acordar cedo, passar sua roupa, achar um boné limpo ou dar um trato no cabelo, tomar café, pegar um ou mais ônibus e contar os minutos para não chegar atrasado.

Na melhor, você tirava o carro da garagem e saia pensando se tinha um atalho para evitar o trânsito, pisava consciente de que ali não tinha radar, e quando via que ia atrasar, começava a torcer para o seu chefe chegar depois de você.

Mas o que de fato importa é: você fazia uma série de coisas pensando no seu trabalho. Já focava no que ia resolver primeiro, e quando sentava na bunda na cadeira, começava a trabalhar na hora.

Porque eu contei tudo isso?

Porque eu quero que você compare, como era mais produtivo quando trabalhava para os outros, e faça um balanço de tudo. O que era diferente?

O fator não é simplesmente acordar e se aquecer antes de começar a trabalhar, mas de fato despertar, pensar no que precisa ser feito primeiro, ou deixar isso definido no dia anterior. Tem gente que diz que até a roupa deve estar escolhida e passada antes de você ir pra cama, pra levantar e não gastar energia com nada.

O que essa galera não fala, é que sair da cama não significa acordar, e pra quem trabalha dentro de sua casa, acordar, se trocar e sentar pra trabalhar, “geralmente” não funciona. Eu fazia isso achando que estava ganhando tempo, quando na verdade, estava acabando com meu potencial de produtividade matinal.

Mas isso não é uma verdade absoluta para todos.

O problema é que se você não se prepara antes de por a mão na massa, a tua mente não entende que aquela tarefa é importante.

Afinal, se você simplesmente saiu da cama e foi pra frente do computador, tende a permanecer no mesmo estado de espírito que quando sai da cama e vai direto pra tv assistir Dragon Ball Z (eu, até os meus 12 anos).

Por isso, a preparação pra começar a tua rotina de trabalho é imprescindível. Eu não estou dizendo que é preciso ter um ritual, tomar um café High Stronger e fazer flexões. Não acho que isso seja ruim, mas com certeza não funciona pra todos. Porém, não custa testar…

Concentração

Já parou pra pensar porque os jogadores de futebol ficam confinados por cerca de 1 dia antes de cada jogo? Eles chamam isso de concentração. E pode parecer banal, mas faz todo sentido.

Os caras têm um tempo para não fazer nada além de pensar na partida, que vai rolar em breve. Eles discutem sobre o time adversário, planejam jogadas ensaiadas em momentos específicos, ensaiam contra-ataques diferentes…

Não basta o teu corpo estar preparado para aguentar o dia produzindo, a sua mente também precisa. Por isso, da mesma forma, os jogadores têm tempo para se prepararem emocionalmente antes de entrar em campo. Quando entram, sabem as regras e o tempo que têm para cumprirem sua missão lá dentro.

Encontrei um slide que pode te ajudar a compreender mais essa pegada:

Voltando ao ponto da discussão: Se você simplesmente levanta e senta pra fazer as tarefas, a tua mente não se liga que se trata de um momento sagrado, pois ela não foi preparada para isso.

Antes de iniciar sua rotina de trabalho, tome um banho, um café equilibrado, dê uma volta, pense em como será o dia.

Na hora que você se sentar, a sua mente vai pensar:

“Opa! Chegou a hora. Foco total. HARD WORK”.

E aí o bicho pega!

 

Dica 3 – Programe rotinas alternadas

Essa dica é boa pra quem não lida bem com repetições.

Eu conheço muita gente que consegue separar um horário pra estudar, pra trabalhar, namorar, jogar, ir pra academia, descansar e cumprir isso todos os dias.

Eu não consigo, quero trabalhar em lugares diferentes, em horários e ritmos alternados, e me incomodo quando percebo que meus dias estão sendo parecidos.

Solução

Não lidar bem com rotinas repetitivas é um problema, porque você pode fazer seus dias virarem uma bagunça. O que eu gosto de fazer e me ajuda a manter as tarefas organizadas, apesar da volatilidade, é fazer a programação de tudo de forma diferente.

Exemplo:

Na sexta, eu programo minha semana seguinte, pensando em tudo o que preciso fazer.

  • Minha segunda-feira começa às 10h, mas às 9h eu saio da cama. Trabalho até às 19h e vou fazer outras coisas. Segunda é o dia do planejamento, o que envolve pesquisa e uma grande lucidez para pesquisar e assimilar informações;
  • Na terça, eu começo às 9h e vou até às 14h, pego meu note e vou pra algum lugar que eu possa almoçar e ficar por lá trabalhando até a hora que eu precisar, mas a meta é ir até às 16h. Esse é o dia que eu dou mais suporte, revejo todos os projetos e foco em colher informações para realizar o que planejei na segunda;
  • Quarta tenho mais coisas pra resolver, mas são tarefas mais operacionais. É o dia em que eu roteirizo vídeos, reviso os que já estão editados, o texto do conteúdo, respondo todos os e-mails, comentários e preparo o webinário de quinta;
  • Quinta eu vou levantar cedo, parar às 11h e voltar às 18h. Porque de manhã envio os e-mails, notificações e programo os que serão disparados no momento do webinário. Então eu passo o dia concentrado, me preparando, corto o cabelo, dou um pedal, faço o que der na telha, mas às 18h volto pra checar tudo o que preciso pro webinário acontecer. Assim, eu tenho certeza que não vou demonstrar cansaço quando estiver ao vivo, porque não estarei;
  • Deu tudo certo? Sexta eu deixo a agenda livre, pra trabalhar como quiser, resolver problemas ou já pensar na semana seguinte.

Esse foi um exemplo de uma semana típica na minha rotina atual. Mas, às vezes, eu mudo o webinário pra terça, pra segunda, sexta. O dia de descanso pode ser inclusive a própria segunda, ou na quarta. Enfim, eu vario conforme as minhas necessidades, dos alunos e dos projetos.

Quando atuava 100% como freelancer, os planos sempre foram sobre os trabalhos em andamento, as reuniões que tinha que fazer, o tempo de atendimento, tempo para fechar novos jobs, enviar propostas, responder e-mails e estudar.

É só pegar o webinário da lista de tarefas e substituir por uma reunião com um novo cliente, por exemplo.

 

É isso…

Saiba, Freela, que a nossa mente gosta de novidades e de possibilidades diferentes no dia a dia. É bom ter consciência disso pra identificar porque está tão chato trabalhar naquela agência.

E cara: seu sucesso na profissão depende disso. Se você cria uma rotina pesada, sem lazer e com horários macabros, as habilidades que você tanto ama podem se tornar tóxicas para você.

Então se liga: bóra organizar os horários e criar recompensas, pois são elas que tornam a profissão realmente gratificante e que darão ânimo pra continuar crescendo até se tornar um freela de alto nível.

Curtiu?

Essas foram as três dicas para te ajudar a ser mais produtivo. E espero de coração ter te ajudado.

Aproveita e deixa teus comentários, insights e dúvidas aqui embaixo.

Ah! Se quiser, pode meter o pau também. Tá liberado! Se não curtiu o texto, deixa o teu feedback, eu preciso saber o que você pensa a respeito.

Mas, se curtiu, bora comentar e compartilhar!

Ajude a gente a chegar nos 10 mil inscritos, que todos terão uma surpresa.

VALEU! =)

  • Danilo Wolf

    CARA! era isso que tava precisando ler e ouvir essa semana haha, obrigado mais uma vez kkkkk estou nesse processo de criar uma “rotina”, acordar de verdade antes de trabalhar, ter lazer e tals, muito bom o texto!

    • Show Danilo. É super importante acordar de verdade antes de começar a trabalhar. Bom que curtiu 😉

  • Marcelo Miranda

    Sem dúvidas muita gente acaba entrando na rotina de procrastinar e isso se torna um ciclo.. Sei bem como é isso! Valeu pelas dicas! Vou colocar em prática e observar como o corpo vai reagir e ver se a produtividade vai aumentar.

    • É isso Marcelo, temos muitas possibilidades de distração, ficamos constantemente sem foco e isso pode arruinar toda uma carreira.

  • Marjorie Alves

    Willian, você é a minha versão menininho! kkkkkkkkkk 🙂

    “DICA 3 – PROGRAME ROTINAS ALTERNADAS – Eu não consigo, quero trabalhar em lugares diferentes, em horários e ritmos alternados, e me incomodo quando percebo que meus dias estão sendo parecidos.” SOU EU!!!

    Falei disso ontem aqui no trabalho! Trabalho ainda como CLT e meus dias começaram a ficar assim, ‘ parecidos’.

    Adorei este artigos e as dicas, muito valioso.
    Obrigada, parabéns e ótimo restinho de semana para você.

    Bjim

    • Bacana Marjorie, as vezes achamos que somos os únicos, mas no fim das contas tem um monte de gente passando pela mesma situação. É questão de avaliar, se auto conhecer e buscar soluções que conciliam nossos desejos e necessidades.

  • João Mello

    Cara! Acabei de acordar pra vida. Muito Obrigado!

    • Show mermão. Compartilha pra nós os resultados 🙂

  • Richardson Bruno

    Cara, parabéns adorei o texto e já começo a libertar minha mente da procrastinação, ser freelancer é maravilhoso, porém as vezes desanima mesmo com certos tipos de clientes, mas vamos que vamos em busca de melhoras.

    • Que bom que curtiu Richardson. Espero que te consiga ter mais resultados com isso. Compartilha com a gente 😀

  • João Jesus

    Só tenho a dizer que estou surpreendido com tudo o que acabei de ler. Muito obrigado por disponibilizar tão bons conteúdos gratuitamente, pude rever-me em muitos dos pontos que referiu e é muito bom poder chamar-me a mim próprio à atenção através de um texto tão bem escrito e direto.
    Muito obrigado e os meus parabéns pelo projeto!
    JJ

    • Não tenho palavras para agradecer seu feedback. Se puder sugerir temas que gostaria de ver aqui, eu ficarei muito grato 😀

  • Vinicio Ferreira

    Muito bom texto, ajudou bastante, parabéns pelo trabalho!

  • Raphael Fratel

    Cara que texto SHOW!! Deu bastante ênfase a nossa individualidade e necessidade de nos conhecermos. É bom termos referencias como essas, mas precisamos tentar e descobrir o que funciona para nós de maneira individual.

  • João Rodrigo Peterli

    Parabéns novamente. Ótimas dicas!

  • Edu Silva

    Cara! Adorei as dicas, obrigado por compartilhar, legal mesmo é poder trazer para consciência a execução de alguns desses hábitos.

  • Flávia A

    William, muito obrigada pelo texto.
    De fato, andei reclamando semana passada sobre minha rotina, por ser algo pesado, maçante, e agora lendo o seu texto começo a entender o porque de isto estar acontecendo.

    Vou planejar melhor a minha rotina, de forma que seja algo mais leve.

    O meu celular, no período da noite, tenho como meta utilizar apenas 3x depois que chego em casa, sendo a última vez uma conferência dos alarmes para o dia seguinte, se o volume está alto e não utilizo mais até o outro dia. Posso dizer que das três noites que comecei a fazer isso, mesmo tendo utilizado uma ou duas vezes a mais, tenho dormido muito³³ melhor. Assisto algumas séries mas tem sido bem esporadicamente, então até mesmo o acesso a luz da televisão tem diminuído bastante.

    Um forte abraço e obrigada!

    • Opa Flávia, tudo bem? Realmente, tornar a rotina mais leve e as tarefas mais organizadas ajuda bastante a manter o foco e ser mais produtivo.

ACESSE NOSSOS MATERIAIS EXCLUSIVOS PARA FREELAS VIPS

x