facebook-vai-acabar-wp

O facebook vai morrer? Análise e alternativas

Se você coloca empenho em produzir materiais para o facebook e a rede acaba, quem vai levar a responsabilidade? E se acontecer o mesmo com o instagram?

Como profissionais de marketing, vamos fazer uma análise de possibilidades e alternativas para gerar conteúdo e aproveitar tudo o que as redes sociais tem a nos oferecer.

Esse vídeo fala mais sobre isso: 

Dito o que foi colocado no vídeo, há alguns meses o facebook passou por algumas mudanças no seu rankeamento do feed (sim isso não deve parar), e alguns alunos perderam contratos com clientes, sob a alegação de que a interação na rede baixou ainda mais, a ponto de tornar o investimento em conteúdo para fan pages inviável.

A primeira oportunidade que vi, foi de vender um trabalho que não dependa tanto de terceiros, como o seu próprio site. 

Daí pode ser até mais lucrativo pra você, como agência, trabalhar com criação de conteúdo para blogs, e cada conteúdo ter algumas mídias adaptadas para trazer tráfego das redes para o site.

Um fator relevante aqui, é que rankear seu site no google (fonte mais confiável e estável) é vender para quem precisa e está buscando pelo seu produto.

A segunda questão colocada em pauta foi a viabilidade de produzir mais no instagram. 

É preciso ter cuidado, porque diferente do facebook, nem todo perfil de cliente está no instagram, porém, o alcance orgânico está melhor (nos dias de hoje) e se você colocar uma graninha, boom, pode multiplicar o número de seguidores, fãs e prospects em poucos dias.

O uso do stories também é muito válido, já com um adendo para o igtv, que na minha singela opinião, não vai durar muito tempo.

Mas e aí, vai morrer ou não

Se eu tivesse que responder com uma única palavra, diria sim, mas é dificil precisar isso.

Se eles quiserem voltar com um feed mais antigo, que priorizava aquilo que era relevante para cada usuário e não o que é relevante para a maioria das pessoas (como é feito hoje), seria questão de tempo para o movimento na rede social crescer outra vez.

Mas por não ser tão interessante financeiramente, acredito que não fariam isso, já que significa aumentar o alcance orgânico das páginas, em vez de mostrar apenas fotos de familiares e anúncios.

Eles tem a faca e queijo na mão, mas capaz que Zuck tenha se tornado vegano, e vai deixar o queijo estragar.

Concluindo

Qualquer agência que dependa de uma única mídia, está correndo sob uma corda bamba.

Você pode sim aproveitar uma grande oportunidade e surfar uma nova onda sozinho, mas se não se atentar, o tombo pode trazer mais prejuízo que todo o lucro que você teve até então.

Com as mudanças de monetização no youtube, ví algumas produtoras sumirem, assim como a queda da audiência nas tv’s fez produtoras tradicionais darem lugar a novas, com uma pegada mais jovem, capaz de produzir conteúdo para a internet em vídeos menos previsíveis.

Todo cuidado é pouco, temos que olhar sempre pra frente, mas sem tirar os pés do chão, sempre olhando para o lado e acompanhando as mudanças do mercado.

COMPARTILHE NAS REDES