De Freelancer a Fundador da Crowd

Lições, escolhas e paradigmas

De Freelancer a Fundador da Crowd
30 de janeiro de 2018 Willian Baldan

Entrevistamos o Gabriel, atual Sócio e Fundador da Crowd. Aqui ele contou um pouco do seu início, como Freela sobrinho, de alguns trabalhos que fez de graça, os motivos pelo qual optou a montar sua Agência e abrir a base de freelas para o mercado.

Algumas lições que podemos tirar desse vídeo:
• Se você vende apenas o que o cliente quer, está perdendo grandes oportunidades
• Foque em resolver o problema do cara, antes de pensar em quanto você vai ganhar por hora
• Trabalhar de graça, pode te abrir portas
• Agências com grandes estruturas de equipe, dificilmente tem lucro
• Ter uma agência digital é mais negócio
• Trabalhar em empresas pode te ensinar muito sobre negócio
• Arriscar pegar um trabalho que você não domina, é o desafio natural para dar um passo além
• O 1º fator de um cliente te contratar não é o preço, é a confiança, é você entender o business dele
• Dá pra ser freelancer full time e ser feliz, talvez o caminho mais curto entre o sucesso financeiro e a liberdade

Bacana que a Crowd, em 2017 pagou mais de 1 milhão de reais em comissões para Freelancers, com Ticket médio de 1800 reais por job.

Olhar isso e pensar que o cara começou como a maioria, e que algumas boas decisões o levou a criar um negócio que pode mudar a realidade do nosso mercado… é para nos fazer refletir.

Estamos muito conectados, porque o objetivo de ambos os projetos (Crowd e Freela Criativo) é elevar a barra desse mercado, trabalhando a mentalidade, recursos e as ferramentas certas para mudar o cenário de leilões e baixa valorização do trabalho publicitário.

Assista, tire suas conclusões e comente aqui, bora ajudar essa galera a amadurecer a ideia de criar um Business justo para nosso mercado.